museu do rali

localização: Fafe - Portugal

ano: 2018

 

A inspiração no desporto automóvel é, indubitavelmente, a principal influência do projeto apresentado. A harmonia do museu com a Praça das Comunidades é percetível no movi- mento dinâmico da cobertura, que sugere uma extensão da superfície da praça. A sua forma é uma alusão ao conhecido “salto da Lameirinha”. Um salto-linha que se interrompe, pro- porcionando uma entrada de luz pela parte superior, acompanhado pelo momento de aterragem do salto.

 

A entrada do museu trespassa o edifício transversalmente, visando articular a Praça das Comunidades com a Avenida e melhorando consequentemente o espaço público. O acesso às zonas de exposição é feito através de uma rampa, “estilo autódromo”, que permite subir aos pisos superiores. Ligado à receção está também a loja do museu, uma sala de exposição temática ou temporária e um auditório. Seguimos para a zona de restauração, que surge como um espaço em que é aproveitado a normal quietude e desafogo visual da Praça, a par com a exposição solar poente da extremidade do edificado. Ainda no piso térreo, foram também projetados espaços destinados a incubadoras de empresas, do lado da avenida. Estas potenciam a dinâmica dada pela nova construção, usufruindo conjuntamente do auditório, bem como da proximidade com os cafés/restaurantes, tal como dos utentes do museu/ potenciais clientes.

 

As salas de exposições permanentes ficam assim instaladas nos pisos superiores, de modo a conseguir a introspeção e recolhimento necessários ao museu. O primeiro piso é dedicado sobretudo aos automóveis clássicos, com o espaço, decoração e ambiente a permitirem uma visualização distinta dos bólides aí expostos, acompanhados de fotografias da época, informações técnicas e curiosidades. As linhas suaves do edifício e o jogo de luzes são auxiliares de uma agradável visita ao espaço. De forma resguardada é neste piso que está a administração e uma pequena sala de arrumos de material de limpeza. O espaço mais aguardado porém pela grande maioria dos entusiastas será sem dúvida a exposição de viaturas desportivas no último piso em mezanino, com o grande destaque para as edições do Rali de Portugal, na que é considerada a “catedral dos ralis”. Neste espaço, para além da forte temática já referida, será importante expor uma cronologia de palmarés e homenagear todos os fafenses no mundo do desporto automóvel. O Museu conta ainda com um piso subterrâneo para estacionamento público e um ascensor de viaturas que permitirá transportar os veículos para os diferentes pisos.

< menu