museu da bauhaus

localização: Dessau - Alemanha

ano: 2015

 

O museu pressupõe a fusão do sentimento semeado nesta terra importante pelo seu património Bauhaus, junto com o máximo proveito da coletividade arquitetónica e urbana. É primordial ter a responsabilidade de bem interpretar o caráter da escola para melhor saber reinterpretá- lo como um conceito moderno e aberto que mantenha, porém, o espirito da Bauhaus em padrões elevados.

 

Então, como um tributo a esta filosofia de inter-relação entre as artes e demais conceitos, que são a essência e a herança eterna da escola, pretendeu-se transportar esse significado para a grande escala, com a instalação de um objeto sobre uma base, como conceito do projeto a concurso, tendo como inspiração a peça criada por Marianne Brandt em 1924, intitulada T-Extraktkännchen. Por sua vez, a base onde assenta o edifício é uma homenagem ao diretor e professor Mies van der Rohe, no seu desenho linear e amplo.

 

Esta base tem um desempenho polivalente na paisagem urbana, atuando como elemento de transição entre o espaço de edificação urbana e a zona verde do jardim onde se adossa. O piso térreo do museu corrobora esta ideia ao ser totalmente transparente e radialmente orientado, por forma a cativar as pessoas nas diversas direções. O edifício resulta, assim, numa forma massiva curiosamente suspensa, onde por detrás da chapa em alumínio dourado se escondem as exposições temporárias e permanentes que requerem menos luz.

 

Quanto à exigência programática de divisão entre público/ privado, tal questão fica aqui bastante definida, com o conjunto das áreas privadas integradas dentro do perímetro definido pela base.

< menu